Grandes mudanças

Você encontrará neste artigo, uma breve descrição das condições previstas para os tempos que antecedem as grandes mudanças para melhor em nosso planeta. A Bíblia, em todas as suas predições, mais que qualquer outro livro, tem obtido 100% de acerto. Isto é significativo, considerando que as suas profecias foram escritas entre 2.000 e 3.600 anos atrás. Com relação aos dias que antecedem a estas mudanças, a Bíblia apresenta detalhada descrição. É a providência divina para que não ficássemos sem orientação, permitindo discernir os tempos em que irão ocorrer as mudanças, podendo realizar os preparativos que se fizerem necessários.

Estudando as informações bíblicas relacionadas a este assunto, chegaremos a conclusão que estamos vivendo exatamente nos dias previstos para que estas mudanças se tornem realidade. Portanto, é para nós particular privilégio sermos participantes ativos das mudanças. Poderemos ser inclusive beneficiados por elas, se o desejarmos. Pelo menos, este é o objetivo das profecias bíblicas.

Este artigo foi elaborado exclusivamente com base bíblica. Tudo o que está aqui escrito, nela se encontra, razão pela qual, as informações estão devidamente referenciadas, o que facilita ao leitor, que o examine mais detalhadamente em sua própria Bíblia. Temos certeza que o leitor será grandemente beneficiado ao estudar o que a Bíblia diz a respeito dos tempos atuais.

Grande parte dos textos foram baseados na versão linguagem de hoje, mas também há textos da tradução de João Ferreira de Almeida.

O texto apresenta-se ordenado em tópicos, para facilitar a compreensão e análise.

1. CONDIÇÕES ECONÔMICAS

Nos últimos dias haverão tempos defíceis (II Tim. 3:1) e de grandes dificuldades (Dan. 12:2), com fome e pestes (Mat. 24:7). A razão é que os homens serão egoístas, avarentos, vaidosos, xingadores, ingratos, duros, caluniadores, sem domínio próprio, violentos e inimigos do bem. Ainda serão traidores, atrevidos e cheios de orgulho (II Tim. 3:2 a 4).

O mundo será castigado por causa da sua maldade e os perversos por causa da sua iniquidade (Isa. 13:11). O Senhor está indignado contra as nações (Isa. 34:2) e afligirá o coração de muitos povos (Ezeq. 32:9).

2. CONDIÇÕES POLÍTICAS

Os homens perversos e impostores irão de mal a pior, enganando e sendo enganados (II Tim. 3:13). Mentem e enganam sem parar, usam palavras de morte, que como veneno de cobras, saem de seus lábios (Rom. 3:13). Não cumprem a palavra, não tem amor a ninguém e não tem pena dos outros (Rom. 1:31).

E haverá guerras e rumores de guerra, nação contra nação (Mat. 24:6-7). Na terra todas as nações ficarão desesperadas, com medo do terrível barulho do mar e das ondas (povos) (Luc. 21:25). Em todo o mundo, muitas pessoas desmaiarão de terror ao pensarem no que vai acontecer (Luc. 21:26). Haverá tempo de angústia como nunca houve (Dan. 12:1). Mas haverão esforços pela paz, e quando disserem, há paz e segurança, então, de repente, haverá repentina destruição (I Tess. 5:3).

3. CONDIÇÕES SOCIAIS

A maldade se multiplicará de tal maneira que o amor de muitos esfriará (Mat. 24:12). Como não querem saber do verdadeiro conhecimento a respeito de Deus, Ele os entregou aos seus maus pensamentos, para que façam o que não devem. Estão cheios de perversidade, maldade, avareza, vícios, ciúmes, crimes, lutas, mentiras e malícia. Difamam e fazem mal uns aos outros. Inventam muitas mentiras de fazer o mal (Rom. 1:28-30). Não terão amor uns com os outros, serão duros, caluniadores, violentos e inimigos do bem (II Tim. 3:3). Aprovam os que agem como eles (Rom. 1:32). As pessoas se acham sábias, mas são loucas, pensam só em tolices (Rom. 1:21-22). Traição e ódio é o resultado (Mat. 24:10).

4. CONDIÇÕES MORAIS

Por serem inimigos do bem (II Tim. 3:3) e amigos dos prazeres (II Tim. 3:4), inclinam-se a toda espécie de desejo com mulheres fracas (II Tim. 3:6). Como no tempo de Noé, assim será nos dias do Filho do Homem. Todos comiam e bebiam, casavam e davam-se em casamento (refere-se a bebedeiras, e prostituição) (Luc. 17:26-27). Os homens serão dominados pelas suas paixões (II Ped. 3:3). Por causa da desobediência, da mentira e da veneração a coisas e criaturas, e não a Deus, os homens e as mulheres descerão a paixões vergonhosas, homens com homens e mulheres com mulheres (Rom. 1:26-27) resultando em imoralidade (Rom. 1:31).

5. PROBLEMAS NAS FAMÍLIAS

Os filhos serão desobedientes aos pais (II Tim. 3:2 e Rom. 1:30). Um irmão matará a outro irmão, o pai matará o filho e os filhos matarão seus pais (Marc. 13:12).

6. CONSEQÜÊNCIAS SOBRE A NATUREZA

Haverão grandes terremotos em vários lugares, epidemias e fome, cousas espantosas e também grandes sinais no céu (Luc. 21:11). Toda a criação geme, a um só tempo, suportando as angústias até agora (Rom. 8:22).

7. SOBRE A RELIGIOSIDADE

Não terão respeito à religião (II Tim. 3:2). Amarão mais os prazeres que a Deus (II Tim. 3:4). Terão ódio a Deus (Rom. 1:30). Terão formas exteriores de religião, rejeitando no entanto o seu poder (II Tim. 3:5). Muitos abandonarão a fé e trairão e se odiarão uns aos outros (Mat. 24:10).

Os maus não entenderão o que está acontecendo, e continuarão na sua maldade, mas os sábios entenderão (Dan. 12:9-10). Sabem o que a lei de Deus diz que quem vive assim, merece a morte, mas continuam a fazer essas coisas (Rom. 1:32).

Em vez de adorar a Deus, adoram ídolos que se parecem com seres humanos, ou com pássaros ou animais (Rom. 1:23). Embora conheçam a Deus, não lhe darão a honra que merece e não lhe serão agradecidos (Rom. 1:21).

8. APOSTASIA E ENGANO

Quando vier o Filho do Homem, por ventura achará fé na terra? (Luc. 18:8). Antes da segunda vinda, haverá grande apostasia (II Tim. 2: 3-4). Nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, e obedecerão a espíritos enganadores e ensinamentos de demônios (I Tim. 4:1). As pessoas não suportarão a sã doutrina, pelo contrário, cercar-se-ão de mestres, segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos, e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se a fábulas (II Tim. 4:3-4). Por desrespeitarem a verdade e praticarem a maldade, Deus permitirá a operação do erro, vindo eles a dar crédito à mentira (II Tess. 2:11). Muitos enganadores sairão pelo mundo a fora, (I João 4;1) os quais não confessam Jesus Cristo vindo em carne: Assim é o enganador e o anticristo (II João 7). Virão falsos cristos e falsos profetas, operando sinais e prodígios, para enganar, se possível, os próprios eleitos (Marc. 13:22-23 e Mat. 24:12). Muitos virão em Meu nome, dizendo: Eu sou Cristo, e enganarão a muitos (Mat. 24:5).

9. PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO

Ao lado da apostasia, o evangelho eterno será rapidamente divulgado, como o vôo de um anjo (Apoc. 14:6). E será pregado este evangelho ao mundo inteiro (Mat. 24:14) ensinando-os a guardar todas as cousas (Mat. 28:20 e Atos 2:17-21). Os povos afluirão em busca do ensino da verdade (Miq. 4:1-2). Muitos estudarão as profecias e o saber se multiplicará (Dan. 12:4). Os sábios entenderão as profecias (Dan. 12:10).

10. O INÍCIO DAS GRANDES MUDANÇAS

As mudanças se efetuarão com a segunda vinda de Cristo a esta terra. Segundo a Bíblia, isto acontecerá nos dias do cumprimento das profecias acima mencionadas. Sobre esta segunda vinda, também selecionamos alguns textos bíblicos.

Disse o anjo aos discípulos, momentos após Ele ter sido elevado para o céu: esse Jesus que estava com vocês e foi para o céu, voltará do mesmo modo que o vistes subir (Atos 1:11). Isto se dará no tempo destes reis (governantes), quando estiverem tentando unir as nações, o Deus do céu estabelecerá um reino perfeito (Dan. 2:44). Ficai vigilantes, porque à hora em que não cuidais, o Filho do Homem virá (Mat. 24:44), e todo o olho o verá (Apoc. 1:7). Ninguém sabe a hora nem o dia; se não vigiardes, sereis pegos de surpresa ( Apoc. 3:3). O Senhor virá como um ladrão, surpreendendo a muitos (I Tess. 5:2). Finalmente, Jesus disse: venho sem demora (Apoc. 3:11).

Sereis odiados por todos, por causa do Meu nome; aquele porém que perseverar até o fim, esse será salvo (Mat. 24:13).

11. A NOVA TERRA: solução definitiva

Haverá novo céu e nova terra, nos quais habita a justiça (II Ped. 3:13). Jesus disse: eis que faço novas todas as cousas (Apoc. 21:5), vou preparar-vos lugar (João 14:3). O céu será lugar muito especial, que nem olhos viram e nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam ( I Cor. 2:9).

Lá não haverá lembrança das cousas passadas, a felicidade será completa, não se ouvirá mais voz de choro ou clamor, ninguém envelhecerá, nem haverá mais morte. O fruto do trabalho será abundante e não haverá calamidades. Os animais serão mansos (Isa. 65:17-25). Jamais haverá fome, nunca terão sede (Apoc. 7:16).

E lhes enxugará dos olhos toda a lágrima, e a morte já não existe, não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras cousas passaram (Apoc. 21:4).

Escreve, porque estas palavras são fieis e verdadeiras (Apoc. 21:5).

12. CONCLUSÃO

Todas as profecias mencionadas identificam que estamos vivendo nos dias da segunda vinda de Jesus Cristo à Terra. Esta é, sem dúvida, uma excelente notícia. Ao invés de nos atermos ao fim desta história de problemas, devemos buscar mais informações sobre o início de uma nova história de absoluta perfeição prevista profeticamente. Não é o fim, mas o início que é importante. Crês tu nisto?

Compartilhe esta matéria:
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Yahoo! Buzz
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Google Buzz
  • Live
  • Orkut